Case Vindi

A Vindi é uma plataforma de pagamento focada em cobrança recorrente e billing.

Vindi adota Ágil para desenvolver estrutura interna

Área de projetos ganhou processos e agilidade para a ampliação das soluções do modelo de pagamento por recorrência.

A forma como negociamos mudou muito nos últimos anos. Se voltarmos um pouco, quando usávamos cheques e só existiam as lojas exclusivamente físicas – o que não faz muito tempo –, percebemos o quanto a tecnologia avançou. Prova disso é o aumento acelerado de lojas virtuais e de pagamentos realizados via internet.

Não há como negar que, diante de tantas novidades, o relacionamento entre fornecedores de serviços, produtos e clientes se tornou ainda mais fácil e dinâmico.

Uma vez que a tecnologia avança de forma cada vez mais acelerada, muitos empreendedores demoram para se adaptar às mudanças e, com isso, acabam perdendo em competitividade.

A inadimplência, controle de clientes, contratos, transações, regras de preço e de descontos, além das próprias modalidades de pagamento, como boleto e cartões de crédito ou débito, precisam ser tratadas com todo o cuidado, principalmente no que tange aos negócios virtuais ou de prestadores de serviço que cobram mensalidades e assinaturas.

Plataformas especializadas em cobrança automática – boleto bancário, débito automático ou cartão de crédito – foram criadas para facilitar e automatizar esse processo. No Brasil, há mais de 450 fintechs, segundo os últimos levantamentos das associações, número que cresceu cerca de 30% em relação ao ano de 2017.

A Vindi, fintech de pagamentos on-line e soluções financeiras, integra este ecossistema sendo a pioneira no modelo de pagamentos por recorrência. Desde sua fundação, em 2013, busca suprir as necessidades deste segmento de mercado.

Atualmente, são mais de 4 mil clientes, o que representa cerca de R$ 1,8 bilhões em volume processado no período de um ano (estimativa para 2018).

Para suportar estes números e sustentar o crescimento escalável, métodos e processos são fundamentais. Entretanto, a fintech não detinha processos estruturados, com estratégias definidas e acompanhamento das equipes.

Em meados de 2017, após receber aporte e precisar expandir o time, a Vindi contratou a consultoria da Plataformatec, empresa de consultoria e desenvolvimento de software customizado, que tinha como principal objetivo estruturar os processos para melhorar a performance do time e colocá-la à frente do mercado.

Saiba como a Vindi estruturou seu método de trabalho

No fim de 2017, notou-se que a falta de uma estrutura ágil, com processos definidos para criar equipes que pudessem crescer e aumentar no seu número de projetos, não iria sustentar a operação por muito tempo.

Em meio a um contexto nebuloso, com pouca gestão de produto e falta de agilidade, a Plataformatec iniciou o trabalho na Vindi em novembro de 2017, desenvolvendo uma sequência de processos para estruturar o método de trabalho.

O primeiro passo foi mapear o ambiente e identificar quais eram os problemas e questões-chave, os quais mereciam atenção especial. A partir disso, o time da consultoria desenvolveu as soluções e começou a implementá-las.

O processo de desenvolvimento foi ganhando corpo e passou a ter estratégias claras, possibilitando que as equipes crescessem de uma forma saudável e estivessem preparadas para os novos desafios.

As soluções de pagamentos foram ampliadas, com planejamento e processos estruturados na concepção dos produtos.

“O cenário inicial era incerto. Mas, agora, temos equipes estabelecidas e conseguimos ampliar o número de projetos executados, o que está diretamente relacionado com mais ofertas de soluções aos nossos clientes”, afirma Wagner Narde, CTO e Co-Founder da Vindi.

“Estes processos definidos e claros do fluxo de trabalho geram valor ao nosso negócio”.

A Vindi detinha uma equipe de tecnologia com o produto envolvido no processo, mas a Plataformatec trouxe uma mudança: transformou o produto como fim e a tecnologia como meio, com a implementação da estratégia Ágil.

De forma a manter continuidade dos processos, a Plataformatec teve a preocupação de implementar o treinamento aos novos colaboradores da área de tecnologia.

“O maior ganho da Vindi foi o fortalecimento da estrutura e estar preparada para receber novos colaboradores e estar à frente do mercado”, complementa Narde.

O maior ganho da Vindi foi o fortalecimento da estrutura e estar preparada para receber novos colaboradores e estar à frente do mercado

Wagner Narde

CTO e Co-Founder da Vindi

A Plataformatec pode ajudar você

Nosso portfólio de soluções foi desenvolvido a partir dos nossos 10 anos de experiência trabalhando com CTOs de empresas de tecnologia em crescimento acelerado. Temos certeza que nossos times de desenvolvedores e consultores conseguirão ajudar você a escalar seu produto e melhorar a gestão do fluxo de trabalho entre seus times e empresa.

Arrow-up